quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Joaquim Barbosa diz que impeachment foi encenação


Sempre com declarações polêmicas, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, soltou mais uma em entrevista a colunista Mônica Bergamo. Para Barbosa, que comandou o julgamento do mensalão, o impeachment de Dilma Rousseff foi "uma encenação" comandada por políticos corruptos que queriam apenas se proteger.
Barbosa disse que o Brasil se transformou em um anão político e que o governo de Michel Temer corre o risco de não chegar ao fim. O ex-ministro disse ainda identificar uma "fúria" contra Lula. Para ele, uma prisão do ex-presidente sem fundamentos só prejudicaria ainda mais a imagem do país.
Pedido de socorro
O juiz federal Sergio Moro, responsável pela Lava Jato, irá pessoalmente apresentar ao Senado uma proposta para que o projeto de lei sobre abuso de autoridade tenha um artigo que impeça a punição de juízes, promotores e policiais.
Segundo Moro, a inclusão desse mecanismo poderá diminuir o risco "de que a nova lei de abuso de autoridade tenha o efeito prático de tolher a independência da magistratura e a atuação vinculada à lei por parte do Ministério Público e da autoridade policial".

Blogger: Madson Wagne

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Vai começar o Festejo de Nossa Senhora de Guadalupe

A paroquia de Nossa Senhora de Guadalupe dará inicio ao festejo alusivo a sua padroeira neste dia 03/12. O mesmo será realizado no pátio da igreja matriz onde haverá 10 noites de festa com a participação dos fiéis de todas as comunidades. Todas as noites haverá programação religiosa com novenas e missas e em seguida a parte social com leilões e comidas típicas. Segue abaixo a programação do festejo:



terça-feira, 22 de novembro de 2016

Crise econômica e política se agrava no Governo Temer



As crises econômica e política no país se agravam no Governo de Michel Temer (PMDB). No momento em que a equipe econômica vem sendo cobrada a apresentar medidas de estímulo ao crescimento, o Banco do Brasil (BB), sob o comando de Paulo Caffarelli, anuncia o fechamento de 14% de suas agências. Serão demitidos mais de 9 mil bancários. A meta do BB é economizar R$ 750 milhões e a instituição, após esse enxugamento, terá menos agências do que o Bradesco
No Planalto, ao se demitir do Ministério da Cultura, Marcelo Calero denunciou um crime cometido pelo braço direto do presidente Michel Temer. O ministro Gedel Vieira Lima usou o cargo para defender interesses particulares, na liberação de uma obra acusada de agredir o patrimônio público de Salvador. Gedel tem um apartamento no valor de R$ 2,4 milhões.
A acusação deixava Michel Temer praticamente sem saída. Se não demitisse Geddel, seria acusado pela oposição de ser cúmplice, acusado de prevaricar, uma vez que Calero o alertou sobre as pressões que sofria. O problema é que os Gedel e Temer são parceiros há mais de duas décadas, desde quando Geddel era responsável pela administração dos portos no governo Fernando Henrique Cardoso.
Temer, no entanto, ainda pode usar o episódio para demitir Geddel, antes que surjam as delações da OAS e da Odebrecht, que também o atingirão.

Cia de Rodeio Dallas começa instalaçao da Arena de Rodeio

A III Festa do Peão de de Piçarra, prevista para iniciar nos dias 01 a 04 de Dezembro ja começou os preparativos para o evento, após a limpeza do parque realizada pela equipe da prefeitura Municipal a Cia de Rodeio Dallas deu inicio na tarde de ontem as instalações da Arena do Rodeio que terá duração de 04 dias no parque de Exposição Agropecuária Jandir Antonio Malinsk. A festa que tem a frente os "Amigos Sertanejos" tem garantido a presenças das seguintes Atrações:
Quinta-Feira 01/12 - Motorzinho dos Teclados 
Sexta-Feira 02/12  - Nunes e Duncan 
A tarde haverá o Leilão de Gado organizado pelo Sindicat Rural de Piçarra - SRP
Sábado   03/12      - Forró Pinote
Domingo Pela manhã acontecerá a XVII Cavalgada e a noite dois Shows com Bonde do Vaqueiro e Misseis do Forró

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Ministro Helder confirma licitação para Ponte entre Xambioá e São Geraldo

O projeto de uma nova ponte sobre o rio Araguaia, no trecho da BR-153 entre os municípios São Geraldo do Araguaia, no Pará, e Xambioá, no Tocantins, começa a se tornar realidade. A abertura das propostas do edital para elaboração dos projetos básico e executivo e para execução das obras aconteceu nesta quinta-feira (17), em Brasília. Os ministros Maurício Quintella (Transportes, Portos e Aviação Civil) e Helder Barbalho (Integração Nacional) participaram da análise das propostas.
Antiga reivindicação da população dos dois estados, a ponte terá 1.727 metros de extensão e será construída no trecho da BR-153 que interliga as malhas viárias do Tocantins e do Pará. Hoje, a travessia é realizada por meio de balsas, prática que dificulta a logística para escoamento da produção local e regional. O fluxo diário é de aproximadamente 1.200 veículos.
“Hoje conseguimos concluir o processo de licitação, por meio do Dnit e do Ministério dos Transportes. Nos próximos dias assinaremos a Ordem de Serviço para a construção desta ponte que permitirá a interligação da BR-153, do estado do Tocantins com o estado do Pará, não mais necessitando de balsas, facilitando o escoamento da produção e desenvolvendo a nossa região”, afirmou o ministro Helder Barbalho.
xambioa-e-sao-geraldoO empreendimento e seus acessos também vão otimizar o tempo e os custos com transporte para veículos que trafegam com destino às regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A iniciativa soma-se a outros projetos do Governo Federal que buscam integrar regiões e fomentar o desenvolvimento, como a remoção do Pedral do Lourenço, que vai viabilizar a navegação permanente na hidrovia Tocantins-Araguaia.
Além de ser um importante eixo de ligação das regiões Norte e central do país, a BR-153 permite a integração multimodal entre a hidrovia Tocantins-Araguaia e a ferrovia Norte-Sul.
A nova ponte está contemplada no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e será executada pela modalidade de Regime Diferenciado de Contratação (RDC). O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), autarquia vinculada ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, é o órgão executor.
A Comissão de Licitação do Dnit fará a análise individual das nove propostas e da documentação das empresas concorrentes. “Esta é uma grande conquista para os dois estados”, pontuou o diretor-geral do Dnit, Valter Casimiro Silveira. O menor valor apresentado para a execução das obras foi de R$ 130 milhões.
Fonte: Blog do Zé Dudu

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Homenagem ao professor Jean Hébette

“,,,A festa rolou a noite toda: o Jean Hebette chegou. A porta do paraíso já estava aberta, fato raríssimo autorizado por São Pedro; só se tiver muitas peixadas dentro do céu: os sindicalistas do paraíso tinham organizados um abaixo-assinado! Uma multidão estava na espera. Uma imensa faixa encomendada por Jean Wambergue e pintada por sua nora, a Luza, dizia simplesmente “bem vindo, Jean, teu lugar agora é aqui conosco”. 
O Manoel Monteiro de Itupiranga, o Almir de São João deram as boas vindas relembrando os fatos que fizeram o Jean ganhar seu lugar junto a eles. Não é necessário citar esses fatos pois até as pedras do mundo mineral sabem disso e poderiam falar. Um banner cobrindo a metade do ceu organizado pelo Jean Pierre Leroy da FASE, a Iza Cunha da CPT e o Rosinaldo do LASAT citava a longa lista dos seus escritos. Todas as obras do Jean eram distribuídas de graça para quem quisesse; só tinha que ter dois compromissos: o primeiro ler pelo menos uma obra (ninguém podia alegar que, no Éden, tinha trabalho de mais ou que não tinha tempo!!!!) e o segundo ser padroeiro forte de pelo menos uma ação da reforma agrária no mundo.  
O arcanjo Michel organizou a fila dos abraços; foram vistos  o “Gringo” de São Geraldo, o Joao Canutos e seus filhos de Xinguara, o Expedito de Rio Maria, o Benezinho de Toméaçu, o Virgilio de Mojú, o Gabriel Pimenta de Marabá com o Dede e sua familia, o Arnaldo de Eldorado com o Regino e o Oziel Pereira, o Fusquinho de Parauapebas, o Ze Claudio com a Maria, o Geraldinho e o Zé Piau de Nova Ipixuna, o Cesinho com seu pai Sebastião e as duas santinhas, Edileuza e sua irmãzinha de Goianésia, o Dezinho e o Ribamar de Rondon, o Zezinho da Marina de São João: esses são aqueles que se conseguia enxergar pois a fila se perdia nas nuvens do céu e foi muito demorada. O Jean falou muito emocionado: longe da região de Marab&aacut e; por mais de dois amargos anos não sabia que o Manoel e Almir o tinham antecipado no céu; falou pouco e agradecendo dizendo que estava com muita saudade de todos, que fazia tanto tempo !!!...e que agora ia ter todo tempo do mundo para botar os assuntos em dia.
O Josimo, a Dorothy e Adelaide organizaram o cocktel; distribuíram caipirinhas e sucos de frutas para quem queria. O imenso bolo de macaxeira não tinha vela pois agora no paraíso não precisava mais contar os anos; esse bolo tinha a forma do Brasil na cor da terra que todos queriam ver dividida. O foro correu até o amanhecer.... O bom São Pedro estava preocupado: o Jean estava mudando até o céu; (sorte para nos da terra!!!!!)”
&&&&&
Em julho 2014, fui na Bélgica visitar o Jean junto com minha Socorro, com minha mãe e meu irmão Jean também, todos bem conhecido do nosso Jean. Nos todos ficamos chocados de encontrar ele em cadeira de roda não conseguia se levantar, com dificuldade de falar: o mal de Alzheimer estava progredindo violentemente. Mas o sorriso que ele deu quando nos percebeu foi aquele que todos conhecem. Fomos no quarto dele. Ele perguntava muitas coisas; pedia noticias dos amigos de Marabá; ele tinha dificuldade de acompanhar os relatos. Várias e várias vezes, seu olhar azul se perdia no espaço: filmes e filmes de lembranças deviam passar na tela da sua vida. Nos deixamos ele no refeitório para a janta com a claro impressão que o corpo dele estava na Bélgica mas a c abeça e o coração estava no Pará.
Alguns dias depois estava com a Socorro e meu irmão o Jean, em Paris, visitando o Henri des Rosiers; comentando nossa visita ao Jean, o Henri com seu corpo pela metade paralisado mas com espirito muito vivo, ele acrescentou: “estamos vivendo aqui, mas estamos como peixe fora da água; nossa água viva esta no Sul do Pará!!!!
Encontrei o Jean logo que cheguei no Brasil no dia 26 de julho de 1975: foi ele que, tendo um compromisso no Rio como professor do NAEA/UFPA, aproveitou para me deixar no CNFI, escola de língua e aculturação para agente de pastoral que chegava no Brasil.
Foi o Jean que encontrei nas pesquisas que fazia junto com Rosa Azevedo na região de Marabá. Muitas vezes, encontrei ele quando nos criamos a CPT  Regional Norte II e  a de Marabá junto  com Dom Alano, a Dorothy com sua colega Rebeca, Ademir Martins, Luza, Orlando Solino: Marabá era e ainda é uma mina para bamburro para qualquer pesquisa sobre o campesinato.
Foi o Jean que encontrei como conselheiro e colaborador na formação da CPT regional Norte quando fui, em 1981, eleito coordenador da Reginal Norte II: ele estava nesse Conselho  entre muitos outros, o futuro vereador  Humberto Cunha, a pastora Marga Roth, o Mateus Oterloo, o advogado Paulo Fontelle, Carlos Sampaio, José Carlos Castro, Egídio Sales  que juntos com os movimento sociais e a CPT Regional criaram, no mesmo ano, a articulação do Movimento de Libertação dos Presos do Araguaia-MLPA.
Foi o Jean que encontrei quando casei com a Luza em1981 e que me deu todo seu discreto mas evidente apoio; numa viagem que fez na Europa, teve a delicadeza de  visitar meus pais na França. Foi o Jean que estava lá quando nasceram  a Ulda e o João. Foi o Jean que estava comigo quando a Luza faleceu na Ordem Terceiro em Belém no dia 2 de Novembro 1994. Foi o Jean que veio em casa muito alegre para conhecer minha noiva Socorro junto com seus dois filhos Bia e Fabio Junior.
Foi o Jean que encontrei quando junto com Almir Ferreira Barros, na época representante regional da FETAGRI, procurávamos uma entidade de apoio para acompanhar os problemas enfrentados pelos posseiros do Araguaia-Tocantins. O Jean com seu cúmplice Raul Navegantes formando a coordenação do NAEA, nos convidou junto com as recentes direções dos STTR dos sudeste paraense para um seminário de dois dias em 1987 que resultou no esboço do futuro programa do Centro Agro-ambiental do Araguaia Tocantins.
Foi de novo o Jean que encontramos na criação da Fundação Agrária do Tocantins Araguaia-FATA para dar apoio aos agricultores organizados nos STTR da Região Sudeste, composta, na época, apenas de 4 municípios; hoje são 14. Os presidentes dos STTR das novas diretorias combativas recentemente eleitas eram Almir Ferreira Barros para São João, Manoel Monteiro para Itupiranga, Maria de Jesus Aguiar de Jacundá e Antonio Chico de Marabá; marcaram a assembleia para o dia 1 de agosto de 1988, no terreno da FATA de baixo das arvores na beira do Itacaiunas; eles formaram a primeira direção da FATA junto com o Jean.
Foi Jean com seu cúmplice Vincent de Reynal que articulou os pesquisadores comprometidos com a causa camponesa no Laboratório Socio-ambiental do Tocantins-LASAT e criou o primeiro curso de especialização DAZ  para Agrônomos do campo.
A partir da criação do CAT com suas dois braços  a FATA e o LASAT, o Jean raramente ficava mais de um mês fora de Marabá, principalmente quando foi decidido a construção do Centro de Convivência da FATA/LASAT no Km 9 da Transamazônica.
É o Jean que foi com o Almir presidente da FATA e o Alex Fiuza Pro-reitor de Extensão da UFPA ate a comunidade europeia em Bruxelles para apresentar com sucesso o orçamento e a planta dos prédios do CAT que foi inaugurado em Julho 1992.
A partir dai o Jean não “desgrudou” mais de Marabá: estava lá na fundação da Cooperativa Camponesa do Araguaia Tocantins-COOCAT em 1993, na criação da primeira Escola Família Agrícola em 1996, no primeiro Fórum da educação do Campo em 1997.
Passaram uma média de 1500 pessoas por ano na FATA; duvido que se esqueceram o Jean
O Jean foi o maior intelectual orgânico e o maior promotor de cidadania do campesinato da nossa região; marcou uma geração de sindicalistas e pesquisadores do campo; nos temos um padroeiro seguro e forte com toda sua tropa lá no Alto: não vamos deixar cair a peteca pois eles estão de olhos e zelando da gente!!!!

Emmanuel Wambergue - agrônomo e educador popular atuou na CPT, FATA/CAT, COPSERVIÇOS. Atualmente aposentado, mas continua na ativa através do NEDETER/UNIFESSPA, teve uma longa caminhada com Jean Hébette a serviço da classe camponesa.

Para complementar as informações sobre o Jean, segue em anexos algumas fotos e texto.

Aqui dois links do Gutemberg e Lúcio Flávio Pinto.

https://lucioflaviopinto.wordpress.com/2016/11/12/jean-hebette-se-foi/

https://lucioflaviopinto.wordpress.com/2016/11/12/a-memoria-de-jean-hebette/

sábado, 12 de novembro de 2016

Blog completa mais de 100 mil visualizações

Neste sábado, 11 de Novembro de 2016 o blog completa mais de 100 mil visualizações em mais de 5 anos no ar. Com muita alegria dividimos os méritos com os leitores que sem dúvidas nos deram créditos para continuarmos com nossa lida diária e publicarmos por aqui as principais noticias de nosso município e algumas a nível regional, estadual e nacional. Por ser um blog gratuito nem assim nos tira a responsabilidade de manter a parcialidade em todos os setores de nossas divulgações. A todos os leitores e colaboradores o nosso muito obrigado. 

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Grupo denominado "Amigos do Leite" irão promover a Cavalgada em Piçarra

Um grupo de pessoas ligados aos produtores rurais de Piçarra denominados "Amigos do Leite", resolveram encampar um movimento e irão promover a Cavalgada de Piçarra. Encabeçado pela Sra. Amanda Vericia, o movimento pretende realizar o desfile de vaqueiros denominado de Cavalgada no dia 03/12 encerrado com um churrasco. No mesmo dia será realizado uma grande festa, a banda ainda não foi divulgada, porém segundo os organizadores ja está sendo feito os contatos com algumas. O grupo promete realizar uma grande festa e manter as tradições das festividades de Piçarra.
Contatos para informações: (94) 992105519

sábado, 5 de novembro de 2016

Belém terá voo com duração de 2h para Redenção


Redenção, no sudeste do estado, é o novo município a receber voos do programa “Voe Pará”, que tem o objetivo de interligar as regiões do território paraense pela malha aérea. O voo inaugural ocorre amanhã, com partida do Aeroporto Internacional de Belém, às 7h30. A bordo estarão parlamentares e secretários de Estado. A partir do dia 21 deste mês, o voo já começa a operar oficialmente, com saída na segunda-feira e no sábado, sempre às 7h. O valor da passagem é R$ 399,00.
Com o serviço, o tempo de viagem, que conta com escala em Marabá, é estimado em 2h15, o que reduz o tempo de trajeto em 10h, caso fosse feito por via terrestre. A empresa responsável pela rota é a Piquiatuba Transportes Aéreos, que irá operar com um avião Fokker 50, que pode conduzir até 58 passageiros.
A iniciativa faz parte do programa “Pará 2030”, do Governo do Pará, que opera por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) com serviço feito pelas empresas aéreas Piquiatuba, Two-Flex e Pema.
Fonte: Portal ORM

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

SRP de Piçarra emite nota sobre a realização da EXPOAPI

O Sindicato Rural de Piçarra - SRP, através de seu presidente em exercício Luiz Carlos, emitiu uma nota nesta sexta onde pontuou sobre os motivos principais a não realização da Festa organizado anualmente pela entidade. Segue abaixo a nota:

"O Sindicato Rural de Piçarra no uso de suas atribuições conferida por lei, vem através deste informar que em virtude de alguns problemas jurídicos e financeiros que esta entidade vem atravessando não será possivel realizar a exposição agropecuária deste ano. Reiteramos ainda que apesar de o prefeito municipal ter se colocado a inteira disposição para bancar o rodeio, mesmo assim as condições atuais do SRP não ver possibilidade de realizar essa festa, uma vez que o balanço das receitas e despesas não fechará no referido período. DEsde já agradecemos a compreensão."
Diretoria do SRP

Este será o segundo ano consecutivo em que não ocorrerá a festa, pois ano passado não teve a programação do SRP que foi substituído pelo FESTCON. A EXPOAPI é considerada a maior festa do Município, e está dentro do calendário estadual de eventos do interior do Pará, chegando a movimentar o comercio local devido as atrações e turistas que vem de longe.