quinta-feira, 23 de julho de 2015

Correios de Piçarra - PA


A Agencia dos Correios de Piçarra - PA segue fechada desde o inicio do mês de julho, motivo, o único atendente estar de ferias, afinal ele também merece, porem o central não teve a atenção de designar nenhum substituto, deixando a população sem atendimento o que trás indignação dos moradores que dependem dos serviços prestados pela agencia , principalmente do banco postal , pois na cidade não há nenhuma agencia bancaria que possa suprir as necessidades da população muitos estão com pedidos parados, os aposentados são obrigados se deslocar  de Piçarra  rumo a São Geraldo  Do Araguaia em busca de atendimento mas há  os que podem ser resolvido apenas pela agencia do município sendo o morador obrigado a aguardar a boa vontade do diretor das agencia para saber quando reabrirá novamente. Não basta a agencia estar  em péssimo estado de infraestrutura? ( teto gotejando, o único ventilador que funcionava estar quebrado, ter apenas um atendente, não ter carteiro,funcionar apenas meio período, pois o atendente não consegue fazer os duas funções de uma só vez  ou posta pedidos ou atende o publico). 

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Pedagogo da EMATER defende alternância no campo pedagogico

Damião Solidade dos Santos[1]
Aqui nos referimos as Alternâncias no campo pedagógico, no âmbito da educação. Não, no político “que para ser democrático prever a alternância de poder”. Impossibilitado de está presente no evento denominado III Seminário do Observatório da Educação do Campo, que acontece dias 2 e 3  de julho, apresentamos aqui uma contribuição e saudação. Referimo-nos a palestra: “Pedagogia da Alternância e Alternância Pedagógica nos cursos superiores de Educação do Campo” que será proferida na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA), em Marabá pela professora Lourdes Helena Silva da Universidade Federal de Viçosa – Minas Gerais.
Conhecemos a referida professora desde o I Seminário Internacional da Pedagogia da Alternância, realizado de 03 a 05 de novembro de 1999. Criado na ocasião um grupo de professores/as para se aproximar e trabalhar a metodologia das EFAs e CFRs. Neste evento participaram do estado Pará William Santos Assis, Marizete Fonseca da Silva e Rose Martins Tavares. Estava concluindo a sua tese de doutorado “Representações sociais da relação Escola-Família no universo das experiências brasileiras de formação em Alternância”, defendida em 2000. Inclusive estudou as origens da metodologia na França.
Para Lourdes Helena “a temática da Pedagogia da Alternância não apenas permanece atual, como vem tendo a sua popularidade ampliada no cenário educacional brasileiro. A multiplicação e consolidação dos Centos Familiares de Formação por Alternância (CEFFAs) e o reconhecimento do potencial educativo da proposta pedagógica, sobretudo no âmbito do Movimento da Educação do Campo, contribuíram para uma disseminação e utilização da Alternância para além das Escolas Família Agrícola e Casas Familiares Rurais” (SILVA, 2012, p. 13).
Para o professor João Batista Pereira de Queiroz a “Alternância está ganhando visibilidade na sociedade e despertando interesse no campo educativo, tanto como prática educativa, como objeto de investigação e de pesquisas” (QUEIROZ, 2013, p. 138).
Como a própria autora reconhece “o trabalho as experiências de formação de jovens do campo: alternância ou alternâncias? Constitui um dos trabalhos que aborda os fundamentos teóricos da Alternância, em seu propósito de analisar as modalidades e práticas de Alternância de dois centros de formação: EFA e CFR. Partindo da identificação e análise das representações sociais dos sujeitos envolvidos nas experiências educativas (pais, educadores, educandos), o estudo busca apreender a relação educativa escola família e caracterizar os tipos Alternâncias presentes em nossa sociedade no Brasil” (SILVA, 2013, p. 174).
Para Pedro Puig Calvó os pilares nos quais se baseiam as EFAs que se desenvolvem pelo mundo são: uma associação; uma metodologia pedagógica especifica: a alternância integrativa entre meio sócio-profissional e o centro escolar; a educação e a formação integral da pessoa; o desenvolvimento do meio local através da formação de seus próprios atores.
Os próprios teóricos da Pedagogia da Alternância reconhecem: “a Pedagogia da Alternância não é monopólio de nenhuma entidade, movimento ou sistema educativo ou de formação” e diz mais “existem muitas formas de aplicar e, portanto compreender a Alternância enquanto pedagogia está em construção, em movimento, porque parte da realidade mutante, o que significa que está se recompondo constantemente” (PUIG CALVÓ & GIMONET, 2013, p. 42).
Vale ressaltar que a história da Pedagogia da Alternância na região sudeste do Pará inicia na década de 1990 com articulação, implantação e funcionamento da EFA de Marabá (1993 – 2010), que em conjunto com outras organizações e a universidade realizaram a I Conferência de Regional Educação Rural (2001), gênese do Fórum Regional de Educação do Campo (FREC), colaboração nos cursos do PRONERA e na criação da Escola Agrotécnica de Marabá (atual IFPA – Campus Rural).
No momento uma demanda necessária no sudeste paraense é a oferta do Curso de Formação Inicial de Monitores/as das EFAs, neste sentido temos iniciado contatos com a UNIFESSPA e IFPA para execução de um projeto.
Em relação à matriz curricular dos cursos de licenciatura e especialização, entendemos ser necessária a inclusão da temática Pedagogia da Alternância, com base em experiências desenvolvidas nas universidades: UCB, UFMG. A nossa saudosa “ciências agrárias” contemplava.
Parabenizamos a coordenação do evento e demais pessoas envolvidas, em nome da das professoras Maura Pereira dos Anjos e Nilsa Brito Ribeiro, por pautar a temática da Pedagogia da Alternância no âmbito da Universidade.
Desde 2013 retomamos este debate e ação da Pedagogia da Alternância de forma pública e participativa, e partir de 2014 através da Secretaria Municipal de Educação de Marabá (SEMED) voltou a funcionar a EFA Professor Jean Hébette.
Estas ações (eventos) contribuem para que em breve se realize a VI Conferência Regional de Educação do Campo, o próprio funcionamento Fórum (FREC) se fortalece. Vamos juntos em prol do fortalecimento da Educação do Campo.

Referências
BEGNAMI, J. B.; DE BURGHGRAVE, T. (Orgs.). Pedagogia da alternância e sustentabilidade. Orizona (GO): UNEFAB, 2013. 279 p. (Coleção Agir e Pensar das EFA´s do Brasil, 2).
SILVA, L. H. As experiências de formação de jovens do campo: alternância ou alternâncias? Edição atualizada. Curitiba, PR: CRV, 2012. 188 p.



[1]Um dos fundadores da EFA de Marabá e membro da Equipe Pedagógica Nacional da UNEFAB. dsolidade@bol.com.br

terça-feira, 23 de junho de 2015

Ministro da pesca visitará Piçarra na abertura do Torpep

Segundo o Prefeito Wagne Machado, o Ministro da Secretaria Nacional de Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho, estará em nossa cidade nesta quinta feira para a Abertura do Torneio de Pesca Esportiva de Piçarra - TORPEP. Titular da pasta Helder Barbalho mostra que Piçarra ficou marcada por ser o município com a maior votação expressiva do estado do Pará, onde quando foi candidato a governador tirou por aqui mais de 85% dos votos válidos. Com isso, a sua vinda ao pequeno vilarejo de itaipavas nos mostra que o o TORPEP ganhará expressão a nível nacional e terá uma abertura maior frente ao Governo Federal com a possibilidade de investimentos futuros em uma parceria a ser firmada. Mostra o carinho que ele tem pela cidade bem como, o prestigio do Governo Wagne junto ao seu povo e ao  ministro. Assim, com a vinda do ministro e o inicio das obras como o abstecimento e água e outras várias ja citadas aqui, o mês de junho de 2015 será marcado por ser o mês que mais motivos se tem para comemorarmos.

sexta-feira, 19 de junho de 2015

PIÇARRA É UM CANTEIRO DE OBRA

O Prefeito Municipal de Piçarra, Wagner Machado, juntamente com a sua equipe tem motivos de sobra para comemorarem junto com o povo as conquistas que vem tendo frente a administração da cidade. Não bastasse as várias obras ja inauguradas e que são de grande importância para o desenvolvimento local, o municipio esse mês abriu mais uma frente de trabalho em grandes obras. Para se ter uma idéia do aporte de recursos e das obras em vigor na cidade.

Só nesse mês de junho:
1 - Festejo Junino na feira coberta

Foto: Ronaldo

2 - Inicio da construção do lago decorativo na entrada da cidade

3 - Inauguração de 75 banheiros no bairro Brasil Novo

Foto: Ronaldo

4 - Inicio das obras do tão sonhado Estádio de Futebol R$ 299.257,24

Foto: Ronaldo

5 - Anuncio da obra de 3 portais e um centro de atendimento ao turista R$ 496.254,75

Foto: Ronaldo

6 - Realização da maior festa de Piçarra - Torneio de Pesca Esportiva de Piçarra TORPEP com investimento de mais de R$ 250.00,00
Com muito esforço e muita luta, a cidade aos poucos vai se desenvolvendo
Foto: Ronaldo

Festejo Junino é na Fazenda Itaipavas

A fazenda Itaipavas celebra mais uma vez neste sábado o ja tradicional festejo junino, a festa acontecerá na pátio principal da sede da Fazenda que fica a 28 km de Piçarra. No evento teremos o pau de cebo, quadrilhas, comidas e bebidas tipicas da região e o forró animado que será a noite toda. Com a presença marcante dos convidados. Parabéns mais uma vez aos organizadores, funcionários da Fazenda, por mais essa brilhante festa.

sábado, 13 de junho de 2015

FESTEJO JUNINO LOTOU FEIRA COBERTA

Com muitas apresentações artísticas, quadrilhas carimbó e até bolero, a primeira noite do Festival Junino realizado pela Prefeitura Municipal de Piçarra foi um sucesso total. Assim, a segunda noite de hoje promete.




sexta-feira, 12 de junho de 2015

PREFEITURA MUNICIPAL REALIZA HOJE E AMANHÃ O FESTEJO JUNINO

A Prefeitura Municipal de Piçarra, Através da Secretaria Municipal de Educação dá inicio hoje e vai até amanhã o ja tradicional festejo junino de Piçarra. O Evento acontece no espaço da feira coberta e terá a participação de várias escolas municipais com apresentações de quadrilhas e danças regionais. Ganha espaço também a venda de comidas típicas e o famoso forró pé de serra.

Plano Safra destinará R$187,7 bilhões para produtores rurais

O ministro Aloizio Mercadante, a presidenta Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer e a ministra Kátia Abreu participam do lançamento do Plano Agrícola e Pecuário 2015/2016 (Elza Fiúza/Agência Brasil)
O Plano Safra 2015/2016 vai disponibilizar R$187,7 bilhões em recursos, sendo R$ 149,5 bilhões para financiamento de custeio e comercialização e R$ 38,2 bilhões para os programas de investimento. O valor é 20% maior que o da safra anterior, de R$ 156,1 bilhões. O novo Plano Agrícola e Pecuário foi anunciado hoje (2) pela ministra da Agricultura, Kátia Abreu, em cerimônia no Palácio do Planalto.
Dos recursos para custeio, R$ 94,5 bilhões poderão ser financiados com juros controlados. No crédito para investimento, R$ 33,3 bilhões estão nessa modalidade.
As taxas de juros anuais para a safra 2015/2016 serão de 8,75% para os empréstimos de custeio. Para os programas de investimentos, a taxa vai variar de 7% a 10,5% ao ano. Na safra 2014/2015, a taxa média de juros para o setor foi 6,5%.
Para os produtores beneficiados pelo Programa de Apoio ao Médio Produtor (Pronamp), os juros serão de 7,75% ao ano para custeio e 7,5% ao ano para investimentos.
Os demais recursos do Plano Safra serão disponibilizados para financiamento a taxas de juros livres do mercado.
Para a próxima safra, o limite de financiamento de custeio, por produtor, foi ampliado de R$ 1,1 milhão para R$ 1,2 milhão, enquanto o destinado à modalidade de comercialização passou de R$ 2,2 milhões para R$ 2,4 milhões para a próxima safra. O limite de R$ 385 mil por produtor nos créditos de investimento ficou mantido.

Fonte: agenciabrasil

segunda-feira, 8 de junho de 2015

FALECEU ARAMITA, IMPORTANTE PERSONAGEM DE PIÇARRA

Morreu na tarde triste dessa segunda feira a Jovem Aramita, ela se encontrava enferma no Hospital Regional de Marabá se tratando de problemas renais e complicações de um AVC. A sua morte causa comoção em toda a cidade, pois apesar de Jovem, Aramita era conhecida por todos pela sua simplicidade, alegria de viver. Mesmo doente, ele sempre vinha nas redes sociais comunicar cada conquista em seu tratamento como que tranquilizando a todos, notava-se como lutava pela vida mostrando que a sua jornada ainda não terminara. Hoje a nossa amiga não aguentou e nos deixou indo para o lado do Pai. Fica o nosso voto de pesar a toda a família e aos amigos mais próximos.

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Emater/Piçarra libera mais de R$ 300 mil em Pronaf A



A Emater - PA, Através do Escritório local de Piçarra, liberou nessa quarta feira 12 Projetos na categoria PRONAF A para agricultores familiares do Projeto de Assentamento Oziel Pereira. Ao todo foram assinados junto com os técnicos da EMATER do Escritório Local de Piçarra e do Banco da Amazônia R$ 315.000,00 (trezentos e quinze mil reais) em cedulas rural. O recurso será para aplicação em compra de gado leiteiro e plantio de mandioca.